fbpx

Blog Nutrição e Saúde

Dietoterapia nas doenças pediátricas

Você sabia que existem alimentos que podem ser usados como um meio para amenizar ou ainda tratar sintomas de determinadas doenças? O uso destas como tratamento chamamos de Dietoterapia.  Em 2021, a organizadora Lenycia Neri reuniu no livro Dietoterapia nas Doenças Pediátricas (Editora Rubio, 2021) um guia prático para a abordagem da dietoterapia em diversas doenças. Conversamos com a Nutricionista Clínica Eliana Barbosa sobre o capítulo de sua autoria, em parceria com a nutricionista Miriam Isabel Souza dos Santos Simon, voltado para a Dietoterapia para crianças com Fibrose Cística.

Em termos de nutrição infantil, num geral, Barbosa comenta que uma boa introdução alimentar na infância é determinante para a formação de hábitos saudáveis. “Cada fase tem suas características, que temos que compreender, adequar e respeitar para sermos mais assertivos e responsivos ao mesmo tempo com as crianças e famílias, especialmente quando o assunto é alimentação.”

 

Fibrose Cística

Em se tratando de casos de Fibrose Cística, a nutricionista Eliana explica que existem fatores que pontuam as peculiaridades da Dietoterapia como a “deterioração da função pulmonar, aumento da secreção de muco, a presença de infecção/inflamação, alterações biliares e hepáticas, intolerância a glicose e outros fatores que, associados à má digestão, presença de vômitos e diminuição da ingestão alimentar, culminam em um balanço energético negativo.” Manter a alimentação balanceada é desafiador para portadores de Fibrose Cística, uma vez que “as necessidades energéticas variam de 110 a 200% a mais quando comparamos com pessoas sem FC.”

Ao considerar todos estes fatores, levando em conta também os gostos e limites nutricionais particulares, Barbosa comenta que “as recomendações dietéticas são de uma Dieta hipercalórica, hiperprotéica e hiperlipídica, com suplementação de vitaminas lipossolúveis (A D E K),  sempre respeitando os hábitos alimentares de cada um.”

Em casos mais complexos, quando a necessidade nutricional não é atingida, Barbosa cita a necessidade de suplementação. O primeiro passo é “já orientar uma alimentação saudável e também (havendo a necessidade) hipercalórica, hiperprotéica e hiperlipídica ensinando as famílias enriquecerem as suas preparações preferencialmente com produtos in natura ou minimamente processados. Se com estas medidas instituídas, a criança ainda manter dificuldades em manter seu estado nutricional adequado, podemos lançar mão da utilização de suplementos nutricionais hipercalóricos”. Contudo, é importante ressaltar a importância da reavaliação em casos de suplementação uma vez que “a prescrição precisa ser individualizada, levando em conta a idade, sabor, horários e quantidades necessárias”.

Para crianças com Fibrose Cística, a Dietoterapia tem efeito cientificamente comprovado da diminuição destes sintomas. De acordo com a nutricionista Eliana “Muitos estudos sugerem que a doença pulmonar grave se correlaciona consistentemente com a pioria do estado nutricional e que, por outro lado, a prevenção da desnutrição está relacionada com melhor curso da doença pulmonar e maior sobrevida do paciente.”

Muito da qualidade de vida de pessoas com Fibrose Cística está voltado para o cuidado multidisciplinar, e por isso o papel de nutricionistas como a Eliana é tão importante. Além da participação ativa, mudando diariamente a vida destas crianças, ao compartilhar seu conhecimento de causa por meio do livro Dietoterapia nas Doenças Pediátricas é possível tornar estas práticas cada vez mais acessíveis ao público. “O atendimento/contato com este público, com estas crianças e famílias, me ensinou muito a ter empatia e respeitar as dificuldades e necessidades de cada um deles.”

Se você quer saber mais informações sobre este tema, acesse o Webinar: Desafios e Estratégias Nutricionais Para Crianças com Fibrose Cística com a nutricionista Eliana Barbosa.

E para ficar por dentro das maiores novidades do universo da nutrição siga a Prodiet em todas as redes sociais:

Instagram

Facebook

Linkedin

Youtube

 

 

 

POSTS RELACIONADOS