fbpx

Blog Nutrição e Saúde

Aconteceu na Polspen 2021. Aula sobre redução do período de jejum pré-operatório.

No dia 10 de junho, a Nutripharma, marca da Prodiet na Polônia, participou da Polspen 2021 – XXIII Congresso da Sociedade Polonesa de Parenteral, Enteral e Metabolismo. No evento, transmitimos uma aula com o médico doutor em Gastroenterologia​ José Eduardo de Aguilar Nascimento, com o tema “Redução do Período de Jejum Pré-operatório”. Confira, em primeira mão, as informações mais importantes da aula:

Projeto ACERTO

Em 2005 foi estabelecido o projeto ACERTO (Aceleração da Recuperação Total Pós-operatória), o qual tem foco nos cuidados perioperatórios multimodais. O programa é tão relevante na medicina que há 15 anos estuda e apresenta estratégias para pacientes terem mais saúde, conforto e benefícios após cirurgias eletivas ao realizarem redução do jejum pré-operatório. Os tópicos do projeto realizam diversas intervenções, entre estas, estão as nutricionais no período pré-operatório em cirurgias eletivas.

Evolução dos Protocolos

Tradicionalmente, o jejum absoluto varia de 6 a 8 horas. Porém, mais de 79% dos pacientes ficavam mais de 8 horas em jejum, segundo estudo brasileiro desenvolvido pelo doutor José Eduardo de Aguilar Nascimento. Esse protocolo de jejum após a meia noite foi instituído para a prevenção da regurgitação do paciente durante a cirurgia e aspiração de conteúdos gástricos nas vias aéreas durante a indução da anestesia. Depois de 1955 houve uma mudança para 2 ou 3 horas, permitindo líquidos claros, como chá e sucos.

 

Hoje, o protocolo ACERTO, embasado em diversos estudos e também no protocolo ERAS, afirma que duas horas de jejum é seguro e benéfico para o paciente, recomendando a ingestão de líquidos claros contendo carboidratos, em especial a maltodextrinaentre 2 a 3 horas antes da cirurgia e de receber anestesia. O paciente chega à sala de cirurgia hidratado e alimentado.

 

Principal Dano do Jejum Prolongado

Se um paciente fica por horas sem se alimentar e se submete à uma cirurgia, ele pode apresentar resistência insulínica após a cirurgia. Isso causa hiperglicemia, aumentam as chances de catabolismo, perda de nitrogênio e massa corporal magra, entre outras complicações.

Benefícios da Abreviação do Jejum Pré-operatório

Menor tempo de hospitalização. Em idosos, após cirurgias ortopédicas, a redução foi de 64,8% do tempo, de acordo com pesquisa ACERTO;
✔ Menor índice de resistência à insulina;
✔ Melhora das defesas antioxidantes;
✔ Redução dos níveis de cortisol;
✔ Melhora do balanço hidrogenado;

Qual é o Protocolo ACERTO, segundo o doutor José Eduardo de Aguilar Nascimento

  1. Seis horas de jejum de sólidos
  2. Na noite anterior: ingestão de 400 ml de líquido com 12,5% de maltodextrina.
  3. Duas horas antes: ingestão de 200 ml de líquido com 12,5% de maltodextrina

O protocolo tem limitações quando o paciente tem obstrução intestinal, gastroparesia, doença gastresofágica severa, histórico de gastrectomia ou gastroplastia e diabetes mellitus descompensada. 

 

>> CarboCH, a dose ideal de carboidratos para a abreviação do jejum! Conheça.

 

Gostou deste artigo? Siga a gente no InstagramFacebook e LinkedIn e acompanhe as nossas novidades. E, também, BAIXE GRÁTIS: EBOOK “TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ALIMENTAÇÃO PRÉ-OPERATÓRIA”

 

 

 

POSTS RELACIONADOS