fbpx

Blog Nutrição e Saúde

ESPEN: saúde muscular e cerebral auxilia no envelhecimento saudável

Um dos temas abordados na ESPEN deste ano foi o que é e o que promove o envelhecimento saudável. A resposta envolve saúde muscular e saúde cerebral, uma vez que o envelhecimento está associado ao declínio cognitivo e físico. Destaca-se:

  • Ter independência, pois a massa muscular promove a função física;
  • Memória preservada – a qual depende da saúde cerebral;
  • Coerência – uma vez que o networking social depende da mobilidade e também da habilidade de comunicação.

Saúde muscular

Com relação à função muscular, foram destacados alguns nutrientes: calorias, proteínas e vitamina D.

Não somente a quantidade de proteína é essencial, mas como também sua qualidade. Enquanto adultos precisam por volta de 20% de aminoácidos essenciais no total proteico da dieta, pacientes convalescentes precisam de 36 a 43%. Dentre estes aminoácidos essenciais, destacam-se os de cadeia ramificada (BCAA) para recuperação muscular, especialmente a leucina. Com relação à intervenção nutricional, por mais que o foco seja proteína, não podemos esquecer das calorias, pois, sem energia suficiente, a proteína é utilizada como fonte energética.

Níveis baixos de vitamina D tem sido relacionado com redução da massa muscular esquelética, levando ao desenvolvimento de sarcopenia. Com relação à suplementação, os resultados na força muscular foram significativamente mais importantes naqueles que apresentaram níveis de vitamina D <30nmol/L. A suplementação também parece mais efetiva em pessoas com mais de 65 anos, comparado a indivíduos mais novos.

Saúde cerebral

Já com relação a abordagem nutricional no declínio cognitivo, foi apresentado estudo com a suplementação de TCM cetogênico, chamado também de ácido cáprico (C10) e caprílico (C8), em indivíduos com comprometimento cognitivo leve (CCL).

O cérebro é como um “carro híbrido”, utiliza glicose como principal fonte de combustível (70-95%) e as cetonas podem ser utilizadas entre 5 a 30%.

A baixa captação de glicose é observada antes do declínio cognitivo e está relacionada à deterioração e morte das células cerebrais. Esta captação de glicose está reduzida no CCL e na Doença de Alzheimer (DA) comparando indivíduos saudáveis. Quando se compara a captação de corpos cetônicos, não se observa alteração no CCL e até um aumento na DA. Por isso, corpos cetônicos são um excelente combustível para o cérebro, especialmente em situações em que há lacuna energética pela glicose.

Neste contexto, o estudo apresentado demonstrou que a captação cerebral de corpos cetônicos foi duas vezes maior com o suplemento de C8C10 comparado ao placebo, o que impactou nos resultados cognitivos. Foram quatro desfechos com melhora no final dos 6 meses de intervenção, incluindo memória episódica, função executiva e linguagem. Por fim, foi concluído que estes resultados vêm ao encontro de outras pesquisas tanto em CCL quanto em DA, as quais demonstram o potencial do uso de C8C10.

Aproveite e confira as atualizações do Congresso ESPEN sobre mucosite oral em câncer de cabeça e pescoço. Continue acompanhando também o Blog Nutrição e Saúde, trazemos estudos científicos e novidades de eventos.


Este artigo foi escrito pela Equipe Científica Prodiet.

Hellin Santos, Gerente Científico da Prodiet

Gabriela Oliveira, Analista Científico da Prodiet

POSTS RELACIONADOS