fbpx

Blog Nutrição e Saúde

Como identificar que estou com cansaço mental e aliviar os sintomas?

Realizar diversas tarefas e sentir-se cansado(a) no final do dia é normal. Isso porque nosso corpo gasta energia constantemente, principalmente quando está se movimento ou realizando uma atividade mais mental e intelectual.

Mas, apesar desse cansaço ser uma manifestação normal do corpo, há um tipo de cansaço que não é normal: o cansaço mental que, de acordo com o Ibope, 98% dos brasileiros se sentem um pouco ou muito cansados mental e fisicamente.

O que é cansaço mental

Falamos que há cansaço mental, ou estafa mental, quando seu corpo ultrapassa a capacidade de processar informações e sofre algumas consequências físicas e mentais, como: falta de concentração, insônia, alteração no organismo, hipertensão, dores e gastrites, além de baixar a imunidade e provocar outras doenças.

O cansaço mental pode preceder o burnout, que por vezes gera apagões, lapsos de memória e sensação de impotência no trabalho. Por isso, é importante atentar-se aos sinais de cansaço mental — para tratar o quanto antes —, saber as causas e cuidar da saúde do cérebro, o órgão que consome 20% de toda nossa energia, apesar de representar apenas 2% do nosso peso total.

Causas do cansaço mental

Realizar tarefas em excesso, tanto em casa como no trabalho, é a causa mais comum. Mas a depressão, ansiedade e longos períodos de estímulo intelectual também podem provocar o início desse cansaço.

Principais sintomas do cansaço mental

Dentre os sinais mais recorrentes, há o desânimo, cansaço excessivo e perda de memória.

-Desânimo;
-Cansaço excessivo;
-Sonolência;
-Insônia;
-Dificuldade de concentração;
-Perda de memória;
-Alterações constantes de humor;
-Irritabilidade;
-Angústia;
-Tristeza.

Como aliviar e tratar o cansaço mental

Organizar suas tarefas e colocá-las em ordem de prioridade é um dos primeiros passos quando se percebe os sinais do cansaço mental.

Identifique quais são as tarefas realmente indispensáveis e reserve um momento para relaxar, ou seja, delimite um tempo para se desconectar das responsabilidades. Isso pode te ajudar a organizar sua lista de afazeres. A partir disso, você consegue cuidar melhor da sua alimentação e escolher uma atividade física que te traga prazer. Em paralelo a essas ações, você também pode consultar seu nutricionista para aderir um suplemento que auxilia no fortalecimento do cérebro.

Em casos que o cansaço mental já apresenta vários sintomas, é indicado fazer um acompanhamento psicológico com um especialista. Ele te auxiliará a refletir sobre seu tempo e tarefas em momentos de muita tensão e responsabilidade.

Para casos mais graves, que atingem o burnout, também é recomendado fazer acompanhamento com um psicanalista, que analisará seu caso de maneira individualizada e prescreverá medicamentos de acordo com a sua necessidade e realidade. Saiba mais aqui. Assista  também ao vídeo do Doutor Fernando Gomes, falando sobre o assunto,.


Tem interesse em cuidar da sua saúde cerebral a fim de evitar o cansaço mental? Continue acompanhando o Blog Nutrição e Saúde. Trazemos artigos escritos por especialistas da área da Saúde.

POSTS RELACIONADOS