Blog Prodiet

Nutrição no tratamento oncológico

Dia Mundial do Câncer

O Dia Mundial do Câncer, 4 de Fevereiro, é uma iniciativa organizada pela União Internacional Contra o Câncer (UICC) e pela Organização mundial da Saúde (OMS).

A Data foi criada em 2000, na Cúpula Mundial Contra o Câncer para o Novo Milênio, em Paris, a fim de: promover a pesquisa, prevenir o câncer, melhorar os serviços aos pacientes, conscientizar e mobilizar a comunidade global a fazer progresso contra o câncer.

A nutrição do paciente oncológico

Nesta data, também é importante lembrar o quanto a nutrição é parte essencial do tratamento oncológico. Estudos mostram que dependendo de alguns fatores, como: condição clínica, tipo e localização do tumor, o paciente pode sofrer com a perda de peso involuntária, a qual vem associada à fadiga, fraqueza, perda de energia e incapacidade para a realização de tarefas cotidianas.

Quando essa diminuição de peso causa a perda de massa magra de forma significativa, as chances de desnutrição aumentam, a resistência do organismo a infecções diminui, e a tolerância dos tratamentos é reduzida. Por isso, estar atento ao estado nutricional, fazendo uso de suplementação quando necessário, faz toda a diferença na qualidade de vida do paciente com câncer e na sua resposta aos procedimentos, como quimioterapia, radioterapia e cirurgia.

Preocupar-se com a nutrição e o bem-estar de pacientes oncológicos também implica em estudar alternativas que estimulem o ato de alimentar-se, pois a principal queixa dos pacientes, em relação à alimentação, é a perda de apetite. Preparar receitas saborosas e atrativas para pacientes oncológicos se torna tão importante quanto os nutrientes presentes na refeição.

Além do sabor e aparência, consistência e textura devem ser levadas em consideração. A perda de peso, em muitas das vezes, começa quando o paciente realmente para de se alimentar por causa da falta de apetite e paladar, mas feridas na boca e dificuldade para engolir também prejudicam a nutrição. Dessa forma, poder contar com uma dieta equilibrada, versátil e de fácil adesão são fundamentais no tratamento do paciente oncológico.

Manutenção da massa magra do paciente oncológico através de suplementos

O suplemento deve auxiliar na prevenção e manutenção da massa magra e do estado nutricional do paciente oncológico. Alguns nutrientes podem ser fundamentais para o enriquecimento da alimentação diária do paciente. Podemos destacar os seguintes:

Leucina – Um importante aminoácido envolvido na síntese proteica e, consequentemente, na recuperação da massa muscular.

Zinco – Sua deficiência está relacionada a alterações no olfato e no paladar, por isso é importante o aporte diário na alimentação dos pacientes oncológicos.

Proteínas – Essencial na manutenção e recuperação da massa e força muscular.



Referências:

https://www.worldcancerday.org/pt-br/nossa-historia

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/perda-de-peso/213/109/

 

POSTS RELACIONADOS