Blog Prodiet

Vegetarianismo e veganismo: você sabe a diferença?

Conheça mais sobre esse tipo de alimentação, que ganha milhares de adeptos todos os anos

Quando grandes redes mundiais de restaurantes e fast foods incorporam versões vegetarianas/veganas em seus cardápios, é porque está ocorrendo uma grande mudança no comportamento alimentar da sociedade. Ao anunciar ao mercado suas novas receitas, todas foram unânimes: o lançamento foi uma resposta a muitos pedidos que receberam em seus canais de atendimento. Outras ainda se basearam na última pesquisa Ibope Inteligência, divulgada em abril de 2018, que apontou que 14% da população brasileira se identificaram como vegetariana, representando um aumento de 5% em relação a 2012.

Mas qual a diferença entre uma dieta vegetariana e vegana?

O vegetarianismo está ligado à alimentação, ou seja, a pessoa não come carne e tem pessoas que também retiram ovo, leite e seus derivados do cardápio. Já o veganismo é mais que isso: se trata de um estilo de vida, ou seja, quem resolve adotá-lo não consome nenhum produto que tenha qualquer componente animal. Assim, além da carne, dos laticínios e dos ovos, os veganos não consomem mel ou alimentos industrializados feitos com produtos que tenham origem ou foram testados em animais.

Os veganos ainda não usam nada que derive da exploração animal, como peças de couro, lã e seda, além de não utilizar cosméticos testados em animais ou que contenham qualquer rastro deles em sua composição. Por exemplo, a queratina, usada em tratamentos de cabelo, pode estar presente em partes de animais.

Estudos apontam que a população vegetariana tem, em média, 31% a menos de cardiopatias, 50% a menos de diabetes, 88% a menos de câncer de intestino grosso e 54% a menos de câncer de próstata.

Mas o corpo não “sofre” com a falta de proteína animal?

Este é um dos mitos. Profissionais da nutrição explicam que o corpo humano precisa de aminoácidos, independente de sua origem ser vegetal ou animal. São eles que formam a estrutura das proteínas que estão presentes no organismo. Um exemplo é a combinação de cereais e leguminosas, perfeitamente capaz de suprir a necessidade de todos estes aminoácidos.

Dieta Balanceada

Para aqueles que seguem uma dieta vegetariana, o consumo de alguns tipos de alimentos é fundamental para suprir as necessidades de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. O site especializado em dietas U.S. News listou alguns alimentos que toda pessoa que segue uma dieta livre de carnes deve priorizar no cardápio:

1) Amêndoas

Uma pequena porção de amêndoas possui cálcio, vitaminas E e B6, riboflavina, niacina, tiamina, ácido pantotênico e folato. A semente também contém fibra que ajuda a melhorar a saúde do intestino. Ainda é fonte de proteína e gorduras saudáveis, que ajudam no combate do mau colesterol.

2) Feijão

O feijão é rico em carboidratos complexos e possui também vitaminas, minerais e antioxidantes em abundância. Meia xícara de feijão possui a mesma quantidade de proteínas que 30 gramas de carne. Por conta de suas fibras solúveis, o feijão também ajuda a controlar os níveis de colesterol e triglicerídeos.

3) Grãos inteiros

Cevada, quinoa, milho, centeio e arroz integral também são alimentos fundamentais no cardápio de uma pessoa vegetariana, pois fornecem gorduras saudáveis ao organismo, além de uma variedade de vitaminas e minerais.

4) Sementes

Sementes como chia e linhaça contêm ácidos graxos ômega-3 que fazem bem ao coração e ajudam no combate de inúmeras doenças, como pressão e colesterol altos. As sementes também são fontes de fibra e proteína vegetal.

5) Abacate

O abacate possui dezenas de vitaminas e minerais. É um alimento multifuncional, que sacia a fome e pode acompanhar pratos doces e salgados.

6) Soja

É fonte de proteína e possui vários benefícios para a saúde, entre eles a redução do colesterol LDL. Fonte de fibras, esse alimento possui ácido fólico, cálcio, magnésio, zinco e vitamina K.

7) Ervas e especiarias

As ervas e especiarias possuem múltiplos benefícios para a saúde, entre eles propriedades anti-inflamatórias, antioxidante e até analgésica. A salsinha, por exemplo, possui ação digestiva, combate cólicas menstruais e ainda é indicado para infecções urinárias e problemas renais.



 

Saiba Mais

👉 Os benefícios da proteína hidrolisada do arroz para atletas, idosos e veganos
👉 Você conhece os benefícios da proteína hidrolisada do arroz?
👉 Alergia alimentar afeta 5% da população adulta e 8% da infantil
👉 Onde Comprar: Encontre nossos produtos bem pertinho de você!

Acompanhe a Prodiet nas redes sociais: curta a página no Facebook, siga no Instagram e assista no Youtube.


Referências do Conteúdo:

https://www.svb.org.br/vegetarianismo1https://www.svb.org.br/vegetarianismo1/mercado-vegetariano http://www.nutritotal.com.br/mod/diretrizes/view.php?id=14218 https://saude.abril.com.br/alimentacao/8-otimos-alimentos-para-quem-segue-uma-dieta-vegetariana/ https://extra.globo.com/noticias/economia/grandes-redes-de-restaurantes-acrescentam-hamburgueres-vegetarianos-no-cardapio-23411846.html

POSTS RELACIONADOS