fbpx

Blog Nutrição e Saúde

Diabetes e amizade em harmonia através da atividade física

Pessoas que tenham em comum um quadro de diabetes podem se sentir mais seguras e confiantes para treinar na companhia de amigos, vizinhos e familiares. A professora de Educação Física Andressa Zytkowski, da Companhia Athletica, aponta que estudos recentes revelam que tanto os exercícios de força, como musculação, quanto os exercícios aeróbicos, se bem orientados, trazem diversos benefícios para quem tem diabetes.

“Um dos principais seria a melhora nos níveis da glicemia. Como os músculos precisam de energia para se exercitarem e essa energia vem principalmente da glicose, os níveis sanguíneos tendem a ficar mais controlados, sendo que muitos diabéticos insulinos podem chegar a fazer um menor uso de medicamentos. E isso é um ponto muito positivo. Além disso, há melhora da função miocárdica, da capacidade funcional, perda de peso, melhora na autoestima, disposição para atividades diárias e melhora da qualidade de vida. Trazendo efeitos significativos para a saúde mental e o controle glicêmico. Se for feito junto com um amigo se torna mais prazeroso e fácil de manter”, aconselha a profissional.

Andressa explica que o trabalho com pesos, por exemplo, auxilia no ganho de força dos músculos, ossos e tendões, melhorando a funcionalidade do indivíduo para diversas atividades diárias. Já as atividades aeróbicas (caminhar, correr, pedalar, por exemplo) ajudam no ganho de condicionamento físico, melhoram a circulação sanguínea e diminuem o risco de doenças cardíacas. Quem treina na companhia de amigos se sente mais motivado, pois o convívio social e o espírito de equipe aumentam a chance de comprometimento com a atividade. “Quando um não está muito a fim de treinar, os outros amigos são fundamentais para não deixá-lo desistir. Isso faz com que os resultados conquistados acabem sendo melhores do que treinar sozinho”, explica Andressa.

A falta de exercício pode trazer algumas complicações para diabéticos

Um dos principais benefícios do exercício para diabéticos é a melhora da circulação sanguínea e a redução da taxa da glicemia. “Caso o paciente não tenha essa taxa glicêmica controlada, o organismo pode sofrer diversas complicações, tais como: danos aos pequenos vasos sanguíneos, como as que acometem os olhos, rins e nervos, podendo levar ao glaucoma ou a catarata, insuficiência renal e redução da sensibilidade em mãos e pés; além de uma probabilidade maior de doenças cardíacas como aterosclerose, isquemia cerebral ou infarto agudo do miocárdio, que é a principal causa de morte em pacientes diabéticos”, afirma a profissional.

Modalidades para praticar em grupo

A presença de um amigo serve de apoio para que você se mantenha fiel aos seus objetivos, compartilhando as dificuldades encontradas e ajudando na evolução dos treinos. A escolha das modalidades vai depender do nível de condicionamento do grupo. Para quem está começando, a caminhada pode ser uma ótima opção, pois todos podem manter um ritmo semelhante. As aulas de ginástica coletiva (oferecidas pelas academias) são uma excelente maneira de fazer com que diversas pessoas treinem juntas, independente do nível de condicionamento, pois o professor consegue direcionar a carga para cada aluno.

Dicas para não deixar que a conversa atrapalhe o treino

  • Se o grupo for guiado por um professor ele pode ser o responsável por chamar a atenção a fim de manterem o foco.
  • Caso o grupo esteja apenas entre amigos, um deles pode ser o responsável e fazer um controle.
  • Se estiverem conseguindo conversar é porque o exercício está muito fácil. Então, aumentem a intensidade.
  • Una pessoas que tenham objetivos semelhantes, se o nível de condicionamento for parecido, mais motivado o grupo estará.
  • Criar um grupo no Whatts App é uma ótima forma de manterem todos antenados com o que vai acontecer.

POSTS RELACIONADOS