fbpx

Blog Nutrição e Saúde

Sarcopenia, desnutrição e caquexia: quais suas semelhanças e diferenças?

Essas três desordens caracterizam a condição que o paciente apresenta em relação ao estado nutricional, ou seja, quando as necessidades nutricionais (macro e/ou micronutrientes) não são alcançadas. Geralmente ocasionam a perda de massa magra. Mas mesmo com essas semelhanças, elas têm diferenças importantes que devem ser identificadas pelos profissionais da saúde. Os questionamentos sobre essas desordens ainda são muitos, especialmente por aqueles profissionais que não são tão habituados à terapia nutricional e que buscam atualizar-se na correta nomenclatura para, consequentemente, oferecer a terapêutica adequada aos pacientes.

Para compreender melhor sobre as três terminologias conversamos com a PhD Marilia Seelaender, Bioquímica do Instituto de Ciências Biomédicas – ICB/USP, com ênfase em Metabolismo e Bioenergética, atuando principalmente nos seguintes temas: Caquexia associada ao câncer, tecido adiposo, exercício, suplementação nutricional e metabolismo lipídico.

Prodiet – Quais as semelhanças e diferenças entre a sarcopenia, desnutrição e caquexia?
Dra. Marilia Seelaender –
As três condições levam à perda de massa magra, mas têm diferentes profundidades, mecanismos e dinâmicas. A desnutrição simples acontece em decorrência da baixa ingestão de nutrientes, em especial proteínas, e resulta, primeiramente, na perda de massa gorda, seguida, se o processo é prolongado, por paulatina, redução progressiva da massa magra. A sarcopenia pode não depender do estado de nutrição, mas de outros fatores, principalmente o envelhecimento. A perda também é progressiva e ocorre lentamente, mas é acompanhada de ganho (e não perda, como na desnutrição) de massa gorda. Na caquexia há perda de massa magra e gorda ao mesmo tempo, ambas de forma bastante rápida (meses). As três condições têm um componente inflamatório importante, mas nas duas primeiras o grau de inflamação sistêmica e crônica é bastante baixo, enquanto que na caquexia, a inflamação sistêmica é mais contundente e de rápida instalação. Finalmente, a caquexia, ao contrário da sarcopenia, está associada à presença de doenças que a induzem, como câncer, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), entre outras.

Prodiet – Quais são os riscos para os pacientes que sofrem dessas doenças?
Dra. Marilia Seelaender –
Desnutrição profunda, e a caquexia pode levar à morte. As três desordens podem comprometer a funcionalidade e a qualidade de vida dos pacientes. Quando associada a outras doenças, há piora do prognóstico e redução da eficiência de tratamento.

Prodiet – As três definições se aplicam ao mesmo doente?
Dra. Marilia Seelaender –
Em alguns casos sim, como em um paciente idoso (sarcopênico) que têm desnutrição crônica (por condição social, etc.) ou que se torna desnutrido (anorexia associada a doenças, como câncer).

Prodiet – Quais são os sintomas de cada uma dessas doenças?
Dra. Marilia Seelaender –
Os sintomas são muito variáveis, não tenho como generalizar. Deve-se aferir individualmente. Contudo, perda de peso não voluntária, perda de função muscular e inflamação sistêmica (em grau baixo para desnutrição e sarcopenia, e alto para caquexia) são indicadores.

Prodiet – Quais as opções de tratamentos?
Dra. Marilia Seelaender –
A desnutrição simples pode ser tratada com a introdução cuidadosa e programada da nutrição adequada. Na sarcopenia deve-se associar maior ingestão proteica e exercícios. Na caquexia, ingestão de nutrientes específicos (por exemplo HMB) e exercícios físicos.

Prodiet – Quem são as pessoas mais propícias a terem essas doenças?
Dra. Marilia Seelaender –
No caso da desnutrição é muito variável, vai desde problemas socioeconômicos à anorexia nervosa e padrões comportamentais. A sarcopenia acomete mais indivíduos idosos, pessoas sedentárias e a combinação dos fatores. Já a caquexia é mais comum em pacientes com câncer, DPOC, AIDS, sepse, queimaduras, artrite reumatoide, entre outros.

Prodiet – Quais as implicações da caquexia no câncer?
Dra. Marilia Seelaender –
Reduz sobrevida, qualidade de vida e efeito do tratamento. Também está diretamente associada ao óbito em 20-40% dos pacientes com câncer.

Prodiet – Quais as informações mais relevantes que os profissionais da saúde precisam saber para poder orientar os pacientes de maneira correta?
Dra. Marilia Seelaender –
Os profissionais devem saber distinguir as três desordens, considerando o tempo em que a perda de peso ocorreu, o compartimento da perda (gordura ou músculo) e a presença de doenças de base.

Prodiet – Quando um paciente deve procurar por um especialista?
Dra. Marilia Seelaender –
Acredito que a população deva procurar um profissional de saúde caso haja perda de peso não intencional, redução da funcionalidade e redução de apetite.

Prodiet – O que fazer para se prevenir dessas desordens?
Dra. Marilia Seelaender –
Mantendo-se ativo e consumindo quantidades adequadas ao gênero e idade em relação a macro e micronutrientes.AF_PR000516C_Infogra?fico_Fevereiro_Dia19_01-02

POSTS RELACIONADOS