fbpx

Blog Nutrição e Saúde

Desnutrição Infantil – Causas & Tratamentos

A desnutric?a?o infantil e? uma condic?a?o cli?nica que afeta crianc?as desde o nascimento ate? o período da adolescência. Sua causa pode ser explicada através de 3 motivos principais: desequili?brio entre a ingesta?o e o gasto energe?tico, aumento das perdas nutricionais e o aumento do gasto energe?tico. Segundo Caroline Abud Drumond Costa, nutricionista da QUAN, o desequili?brio entre a ingesta?o e o gasto energético ocorre geralmente pela falta de acesso a alimentos com alto valor nutritivo, ocasionados por fatores emocionais, so?cio-econômicos, além de condic?o?es cli?nicas e patológicas. Quando o aumento do gasto energe?tico gera um desequili?brio entre a oferta e a demanda de nutrientes, a doença é desencadeada. Independente da causa, a desnutric?a?o e? uma condic?a?o extremamente prejudicial, principalmente na faixa eta?ria pedia?trica.

Infografico_Desnutricao_Infantil

A fim de prevenir ou reverter os efeitos causados por uma alimentação deficiente, a nutrição deve ser especializada e utilizada a partir de uma avaliac?a?o nutricional criteriosa, onde é estabelecido o diagno?stico nutricional individual.

Uma das barreiras para a efica?cia da terapia nutricional via oral e? a aceitac?a?o da crianc?a a? dieta especializada oferecida. Renata Ongaratto afirma que a aceitação e eficácia da terapia nutricional via oral, depende de uma série de fatores tais como: paladar, preferências alimentares, apetite, medicamentos utilizados, entre outras. Otimizar a oferta calo?rica atrave?s de preparac?o?es que atinjam um maior grau de aceitação é fundamental para o sucesso da terapia nutricional individual.

A nutrição via oral que visa fortalecer a saúde de pacientes em risco nutricional, pode ser oferecida de diferentes formas: via oral dilui?da, via sonda, ou ainda, em preparac?o?es criativas onde são utilizados ingredientes de preferência dos enfermos.

Casos onde o retorno da utilizac?a?o da nutric?a?o especializada tenham sido mais eficazes, talvez estejam localizados na categoria de pacientes oncolo?gicos que apresentam alta demanda energe?tico-proteica. Pore?m, infelizmente, nestes casos há também alterac?a?o de paladar e na?useas associadas ao tratamento.

Falando um pouquinho sobre o processo criativo que envolve o preparo de receitas voltadas a? Terapia Nutricional Oral Infantil, que é um grande desafio e também questão de honra para nós, que acabamos de dar um passo muito importante neste sentido ao formar uma parceria com a QUAN.

Com o objetivo de quebrar a monotonia alimentar e promover a ingesta?o proteico-calo?rica, estimulando uma alimentac?a?o sauda?vel para as crianças, acabamos de lançar o nosso primeiro livro de receitas com o Trophic Infant. Através da parceria com a QUAN, uma equipe dedicada e equipamentos de ponta, foi possível desenvolver receitas nutritivas preparadas com o melhor amigo de uma infância saudável, o Trophic Infant.

O apoio técnico da diretora científica da QUAN Cláudia Marchese, foi fundamental para o resultado deste projeto ousado e bastante desafiador. Através de uma análise criteriosa do pu?blico alvo, onde foram considerados: necessidades, situac?a?o fisiolo?gica, patologias, preferências e restric?o?es, além do cuidado que tivemos em contemplar diferentes sabores, texturas, aromas e cores, foi possível chegar neste resultado constituíram em etapas importantíssimas para o processo.

Após vários testes, chegamos, enfim, num belíssimo resultado: o nosso livro de receitas com o Trophic Infant. Aqui você vai encontrar uma série de receitas que provam que a nutric?a?o cli?nica tambe?m combina com ingredientes deliciosos, pois, ale?m de contribui?rem para uma infância mais gostosa e nutritiva, da?o a?gua na boca. 

Sobre as colaboradoras:

Caroline Abud Drumond Costa
Nutricionista. Mestre e Doutoranda em Pediatria e Sau?de da Crianc?a (PUCRS). Docente da QUAN Qualidade em Nutric?a?o.

Cla?udia Balhesteiro Marchese Strey
Nutricionista. Mestranda em Medicina: Hepatologia (UFCSPA). Especialista em Nutric?a?o Cli?nica (UNISINOS), Terapia Nutricional Parenteral e Enteral (SBNPE) e em Administrac?a?o Hospitalar (PUCRS/IAHCS). Aprimoramento em Gastronomia. Diretora Cienti?fica e docente da QUAN Qualidade em Nutric?a?o.

Renata Ongaratto
Nutricionista. Mestre em Pediatria e Sau?de da Crianc?a (PUCRS). Especialista em Terapia Nutricional Parenteral e Enteral (PUCRS/SBNPE) e em Gesta?o Hospitalar (GHC/ENSP). Docente da QUAN Qualidade em Nutric?a?o.

POSTS RELACIONADOS