fbpx

Blog Nutrição e Saúde

Orientações para a alta hospitalar

A orientação da alta hospitalar tem como objetivo iniciar a reeducação alimentar no paciente diminuindo assim o risco de reinternação por motivos nutricionais. O planejamento da alta hospitalar é importante porque traz benefícios para os pacientes, profissionais de saúde e cuidadores.

Segundo a nutricionista clínica Aline Bossi, atual responsável pela Unidade de Atendimento Intensivo do Hospital das Nações, referência em atendimento de emergência clínico e hospitalar em Curitiba, o cuidado com a higiene na administração das dietas enterais para pacientes que saem com orientação de uso na alta hospitalar é essencial para evitar contaminação desta dieta e mal estar do paciente. Além da higiene diária da sonda com água potável, ideal para manter a hidratação e prevenir a obstrução.

Pacientes que recebem orientações de nutrição oral especializada, ao voltarem para a casa devem continuar a terapia conforme a prescrição do nutricionista responsável. Com relação aos cuidados necessários ao administrar uma dieta enteral caseira, Aline Bossi fornece as seguintes dicas:

1. Verificar a data de validade do produto; 2. Higienizar a embalagem da dieta com água, sabão e álcool 70% e agitar o produto antes do envase;

3. Essas dietas devem ficar à temperatura ambiente para serem infundidas por um período máximo de 6 horas;

4. Depois de aberta a dieta deve ser armazenada sob refrigeração (8 a 10 graus) por no máximo 24 horas, e deve ser retirada da refrigeração 1 hora antes de ofertada ao paciente.

Com relação ao preparo da administração em casa, a Nutricionista Clínica alerta para alguns cuidados importantes:

1. Lembrar de lavar bem as mãos com água e sabão neutro e preferencialmente secá-las com papel toalha;

2. Elevar a cabeceira da cama em 15 cm durante a administração da dieta;

3. Manter o paciente nessa posição por 30 minutos após o término da administração;

4. Antes de iniciar a dieta lavar a sonda com 20 mL de água (usando a seringa);

5. Encaixar o frasco com a dieta e o equipo a sonda do paciente e iniciar o gotejamento;

6. Administrar a dieta em temperatura ambiente com o gotejamento conforme a prescrição nutricional;

7. Quando terminar a administração da dieta, lavar a sonda com 20 mL de água (com auxílio da seringa); e após administrar qualquer medicamente com 20 mL de água;

8. Trocar o equipo a cada 24 horas.

Sobre as orientações que podem auxiliar o paciente durante a alta hospitalar, Aline recomenda que o apoio da família é muito importante, tanto para ajudar nas tarefas diárias, quanto para estimular a ingestão via oral e oferecer suporte emocional para os pacientes. Para evitar a reinternação, a nutricionista enfatiza a importância de seguir corretamente as orientações oferecidas durante a alta hospitalar, conforme mostra o infográfico a seguir:
Infográfico_alta_hospitalar_prodiet

POSTS RELACIONADOS