Blog Prodiet

Citrulina: o que é, para que serve e quais são seus benefícios??

Que a prática exercícios físicos é fundamental para o ser humano, isto todo o mundo sabe.  Essencial também são os aminoácidos, principalmente para pessoas que praticam exercícios físicos de maior carga, como esportistas, por exemplo.

Os aminoácidos formam a estrutura da proteína no nosso organismo, o que ajuda no reparo, crescimento e desenvolvimento do tecido muscular.

A Citrulina, um aminoácido não essencial, ou seja, não produzido pelo corpo, é um dos mais importantes nessa questão. Ingerida através de fontes como o melão, carnes variadas, clara de ovo, feijão, melancia, que contém uma alta concentração, ou ainda sobre a forma de Citrulina Malato, um sal ácido, que é sua forma suplementada e a mais indicada por possuir maior quantidade in natura.

A nutricionista Anna Muffone, graduada pela University of Manitoba e especialista em Nutrição Funcional e Fitoterapia pela PUCPR, ressalta que dentre os principais benefícios da Citrulina está sua capacidade de reduzir a fadiga muscular dando mais resistência aos praticantes de atividade física e também reduzir sintomas de demência, além de ser indicada para pacientes com resistência a insulina e alguns problemas cardíacos, já que esta ajuda a regular o fluxo sanguíneo e na capitação de açúcar pelas células.

A Citrulina ainda garante a oxigenação dos tecidos, ocasionando um melhor funcionamento cerebral e reduz a produção de amônia e ácido láctico, garantindo melhor controle de pressão arterial e captação de glicose.

Sua utilização pode ser feita por adultos que não possuam alergia ou intolerância a esse aminoácido, mas para se obter melhores resultados deve ser utilizada em jejum, antes dos exercícios e ao acordar ou antes de dormir. A dosagem mínima recomendada é de 3000mg, mas pode variar de acordo com as características, hábitos e estilo de vida de cada pessoa, por esta razão é indispensável que se procure um profissional, diz a especialista.

A Citrulina não possui efeitos colaterais, mas deve ser usada conforme orientação especializada e com cautela por pacientes com problemas hepáticos. Além das fontes naturais, pode ser encontrada em lojas de suplementos alimentares, mas é importante observar se a marca do suplemento tem aprovação da Anvisa e se não existe adição de outros ingredientes na fórmula. Caso exista, é necessário verificar sua funcionalidade.

 

POSTS RELACIONADOS