fbpx

Blog Nutrição e Saúde

Que frutinha é esta que faz tão bem à saúde?

Fruta vermelha cultivada nas montanhas do Tibete, a goji berry é consumida há milhares de anos na popular medicina chinesa e vem ganhado fãs e adeptos agora no Brasil. A alta concentração de vitamina C é um dos seus atrativos, como comprovado no trabalho publicado no American Journal of Clinical Nutrition. Cada 100 gramas da fruta contêm 2 gramas de vitamina C. Já 100 gramas, ou uma xícara de chá, da versão seca, contém 2500 miligramas da vitamina, quantidade 50 vezes maior que a de uma laranja. Além disso, ela também possui grande quantidade das vitaminas B1, B2 e B6. Ainda é pouco calórica: uma colher de sopa da fruta possui cerca de 50 calorias.

Outro estudo, publicado em maio de 2008, no Journal of Alternative and Complementary Medicine, comprovou que o consumo regular da fruta asiática resulta no aumento no nível de energia, desempenho atlético, qualidade do sono, facilidade de despertar e a capacidade de se concentrar em atividades, ajudando na redução da fadiga e do estresse. Devido às suas propriedades antioxidantes, essa fruta é utilizada como agente na prevenção de doenças cardiovasculares e inflamatórias, distúrbios da visão, do sistema neurológico e imunológico, além de possuir propriedade anticancerígena e antienvelhecimento.

E a lista de benefícios não para por aí: o ácido graxo chamado linoleico ajuda a reduzir a taxa de colesterol ruim (LDL) do sangue e os aminoácidos presentes na fruta colaboram para a produção de proteínas, que serão as responsáveis por enrijecer os músculos e reduzir a flacidez. “Frutas com pigmentos vermelhos, como a goji berry, são ricas em carotenoides. Essas substâncias previnem doenças do envelhecimento e protegem a pele e os olhos”, explica a nutróloga Marcella Garcez, membro da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia), que acredita que a grande quantidade de vitamina C pressente na fruta já justifica o seu consumo diário.

Consumo – A goji berry está disponível nas versões fresca, seca e em cápsulas. Por se tratar de uma fruta importada, a versão in natura não é encontrada facilmente. Contudo, é possível achar a forma desidratada em lojas e empórios de produtos naturais e cápsulas com o pó da fruta em farmácias de manipulação. A quantidade diária recomendada pelos especialistas para que a fruta consiga alcançar seu efeito medicinal é de 15 a 45 gramas, ou 120 ml de seu suco.
Fontes: UOL e G1

POSTS RELACIONADOS