0800 702 8845 / (41) 3342 2825

Condições Clínicas: Úlcera de Decúbito

As úlceras de decúbito ou por pressão apresentam alta prevalência e incidência em pacientes hospitalizados, tanto em centros de cuidados primários como terciários ou em instituições especializadas para idosos ou deficientes físicos (1).

São fatores de risco para a ocorrência de úlceras de decúbito: a desnutrição, a presença de doenças crônicas e a imobilidade no leito. Nesse sentido, o cuidado nutricional tanto na prevenção como no tratamento das úlceras de decúbito é relevante e tem também impacto no controle das demais comorbidades. As estratégias de prevenção envolvem seis elementos fundamentais: avaliar a admissão, diariamente reavaliar, inspecionar a pele, controlar a umidade da pele, adequar a nutrição e a hidratação e minimizar a pressão sobre as áreas corporais. Assim sendo, do ponto de vista nutricional, os seguintes fatores devem ser avaliados como risco para o desenvolvimento de úlceras de decúbito: anorexia (IMC <18,5 kg/m2), presença de hipoalbuminemia e anemia, alterações imunológicas, associação com doença gastrointestinal e câncer (2,3,4).

O estado nutricional é fator de risco independente para o surgimento de úlcera de decúbito, tendo assim papel direto na prevenção dessa enfermidade. Todo paciente com úlcera de decúbito deve ser submetido à avaliação nutricional no início do tratamento e reavaliado quando não se observar melhora na lesão ou quando o fechamento da úlcera não for obtido (5).

A recomendação nutricional para esses pacientes deverá garantir um aporte nutricional adequado, recomenda-se de 30 a 35 kcal/kg/dia e 1,2 a 1,5 g/kg/dia de proteína (4).

Referências

1. Bours et al. Prevalence, prevention, and treatment of pressure ulcers: descriptive study in 89 institutions in the Netherlands. Res Nurs Health 2002;25:99-110.

2. Theilla et al. A diet enriched in eicosapentanoic acid, gamma-linolenic acid and antioxidants in the prevention of new pressure ulcer formation in critically ill patients with acute lung injury: a randomized, prospective, controlled study. Clin Nutr 2007;26:752-7.

3. Fontaine J, Raynaud-Simon A. Pressure sores in geriatric medicine: the role of nutrition. Presse Med 2008;37:1150-7.

4. Projeto diretrizes – DITEN. Terapia Nutricional para Portadores de Úlceras por Pressão. 2011. (http://www.projetodiretrizes.org.br/9_volume/terapia_nutricional_para_pacientes_portadores_de_ulceras_por_pressao.pdf)

5. Dorner B, Posthauer ME, Thomas D. National Pressure Ulcer Advisory Panel. The role of nutrition in pressure ulcer prevention and treatment: National Pressure Ulcer Advisory Panel white paper. Adv Skin Wound Care 2009;22:212-21.

fechar

continue lendo sobre Úlcera de Decúbito

PRODUTOS INDICADOS

  • EnergyZip – 200 ml EnergyZip – 200 ml

OUTRAS CONDIÇÕES CLÍNICAS