Blog Nutrição e Saúde

Doença de Alzheimer: o que é, sintomas, causas e tratamento.

O que é Doença de Alzheimer?

É uma doença neurodegenerativa que causa a perda das funções cognitivas, como a memória, orientação, atenção e linguagem. Esta perda das funções do cérebro acontece por causa de diferentes processos, que levam à redução das sinapses e a morte neuronal. Conforme a Doença de Alzheimer (DA) avança, outras partes do cérebro podem ser atingidas, o que interfere na formação de novas memórias e no processo cognitivo.

Atualmente, o número de pessoas que vivem com demência no mundo é de aproximadamente 50 milhões. A perspectiva para 2050 é de que esse número chegue a 152 milhões de pessoas. No Brasil, são estimados 55 mil novos casos de demências todos os anos.1

Tendo como base a idade, a Doença de Alzheimer (DA) pode ser classificada em dois tipos: a esporádica, normalmente de início tardio (após os 65 anos); e a familial, de início precoce (antes dos 65 anos), que representa apenas 5% dos casos da Doença. A forma mais conhecida da DA é a amnéstica, com prejuízo na memória recente e na capacidade de aprendizado de novos fatos.

Na DA, há diferentes estágios: leve, moderado e grave, conforme o avanço da doença e comprometimento da capacidade cognitiva e atividades diárias. As manifestações clínicas da demência na DA passam primeiramente pelo estágio designado de comprometimento cognitivo leve (CCL) e pela fase pré-clínica. Nessas fases, já conseguimos perceber as alterações cerebrais da DA, incluindo a redução da captação de glicose cerebral, ou seja, uma menor utilização de glicose pelo cérebro.

Doença de Alzheimer e Demência

Demência é um termo abrangente para várias doenças que afetam a memória ou outras habilidades cognitivas e comportamentais, as quais interferem significativamente na capacidade de uma pessoa manter suas atividades diárias. Sendo assim, a Doença de Alzheimer é um tipo de doença compreendida pela terminologia Demência. Doença de Alzheimer e idade A Doença de Alzheimer é a causa mais frequente de Demência e, na América Latina, a prevalência da Demência aos 60 anos é de 1,3%, enquanto que a partir dos 90 anos passa para 63,9%.1

Quais são os sintomas da Doença de Alzheimer?

De acordo com o Ministério da Saúde*, o primeiro sintoma na Doença de Alzheimer é a perda de memória recente. Com a progressão da doença, aparecem sintomas mais graves, como: a perda de memória remota (de fatos mais antigos), irritabilidade, falhas na linguagem, prejuízo na capacidade de se orientar no espaço e tempo. Entre os principais sinais e sintomas do Alzheimer estão2:

  • Falta de memória para acontecimentos recentes;
  • Dificuldade para dirigir automóvel e encontrar caminhos conhecidos;
  • Repetição da mesma pergunta várias vezes;
  • Dificuldade para encontrar palavras que exprimam ideias ou sentimentos pessoais;
  • Incapacidade de elaborar estratégias para resolver problemas;
  • Dificuldade para acompanhar conversações ou pensamentos complexos;
  • Irritabilidade, suspeição injustificada, agressividade, passividade, interpretações erradas de estímulos visuais ou auditivos, tendência ao isolamento.2

O que causa a Doença de Alzheimer?

A causa ainda é desconhecida. Embora a doença não seja considerada hereditária, há casos, principalmente, quando a doença tem início antes dos 65 anos, em que a herança genética é importante. Esses casos correspondem a apenas 5% dos pacientes com Doença de Alzheimer.

Quais são os fatores de risco?

São consideradas como fatores de risco a hipertensão, diabetes, obesidade, tabagismo e o sedentarismo. Já pessoas com histórico de complexa atividade intelectual tendem desenvolver a doença mais tardiamente.

Como identificar a Doença de Alzheimer?

Não existe um exame específico para identificar a doença de Alzheimer na prática clínica. O diagnóstico é feito, sobretudo, por exclusão. Para tanto, são realizados alguns exames físicos, testes laboratoriais, avaliações cognitivas e exames neuropsicológicos.

Doença de Alzheimer: qual médico procurar?

Existem três especialistas médicos que podem atender a pessoa que tem Doença de Alzheimer: o geriatra, o neurologista e o psiquiatra. Eles conseguem identificar se os sintomas relatados são sinais da Doença de Alzheimer ou decorrências do processo natural de envelhecimento.

Existe tratamento para a Doença de Alzheimer?

Existem tratamentos à base de medicamentos e nutrientes que podem beneficiar clinicamente os pacientes que sofrem da Doença de Alzheimer. Somados a estes, também existem exercícios que estimulam o cérebro.

 

Referências:

1 Journal Prodiet. PRODIET’S J 2019; 1(1): 1-12.

2 Alzheimer: o que é, causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção, Ministério da Saúde, 2019. Disponível em: http://www.saude.gov.br/saude-dea-z/alzheimer.

POSTS RELACIONADOS